Seleção da Vigésima Terceira Rodada do Brasileirão 2016

1 - Dênis (São Paulo): Apesar da derrota, o goleirão Tricolor salvou o time de uma goleada ao fazer três grandes defesas. Nota: 8.

2 - Wallison Maia (Coritiba): Deslocado para a lateral, mostrou o mesmo poder de marcação de quando joga no miolo da zaga. Apoiou muito bem e marcou um dos gols da goleada. Nota: 8,5.

3 - Vílson (Corinthians): Mostrou muita segurança na marcação e nos cortes, além da saída de jogo com a bola nos pés. Para completar a excelente noite, ainda marcou o terceiro gol do Timão. Nota: 9.

4 - Mina (Palmeiras): Apesar de receber um cartão, teve uma noite iluminada. Esteve muito bem nos cortes e na marcação e ainda marcou o primeiro gol da equipe. Nota: 8.

5 - Rodriguinho (Corinthians): Está tomando conta do meio de campo do Timão. Fazendo um papel parecido com o de Elias, ajuda na marcação, liga o meio de campo ao ataque e participa das finalizações do time. Marcou um dos gols da goleada. Nota: 8,5.

6 - Juan (Coritiba): De volta a sua antiga posição, participou de três gols, iniciando a construção das jogadas. Deu belos e precisos passes e foi bem na marcação. Nota: 8,5.

7 - Lins (Figueirense): Movimentou-se intensamente em busca das jogadas de perigo pelos cantos do campo. Foi o autor do gol da vitória alvinegra. Nota: 8.

8 - Raphael Veiga (Coritiba): Nome do jogo, comandou o meio de campo, dando assistências a gols e marcando o seu também. Criou inúmeras chances de gols. Nota: 9.

9 - Fred (Atlético Mineiro): Perigo constante, finalizou muitas bolas. Com seu habitual faro de gol, marcou dois gols ao seu estilo e deu a vitória ao Galo. Nota: 9.

10 - Arrascaeta (Cruzeiro): Sempre cerebral, criou as jogadas do time, dando show nos dribles, passes e finalizações, como no primeiro gol do time, no qual ele mesmo marcou. Nota: 9.

11 - Ábila (Cruzeiro): Forte, veloz e raçudo, incomoda a defesa adversária o jogo todo. Brigador, deu a assistência para o gol de Arrascaeta, e mais tarde ampliou o marcador ao aproveitar bom passe de Alisson. Nota: 8,5.

TÉCNICO: Carpegiani (Coritiba): Com improvisos e um meio de campo leve e técnico, dominou o time adversário, construindo uma larga e importante vitória. Nota: 9.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: