Seleção da Trigésima Quinta Rodada do Brasileirão 2015

1 - Vanderlei (Santos): A surpreendente atuação do Flamengo não assustou o goleirão, que impediu que o time carioca fizesse gols. Foram pelo quatro grandes intervenções. Nota: 8,5.

2 - Ceará (Cruzeiro): Com folego de garoto, o lateral de 35 anos não parou de correr. Fechou os espaços pelo seu setor e apoiou bem . Nota: 7,5

3 - Thiago Heleno (Figueirense): Chutou todas as bolas que viu para frente, cortando os perigos oferecidos pela Ponte. Nota: 7,5.

4 - Bressan (Grêmio): Fez uma boa partida, marcando muito forte e fazendo cortes providenciais. Nota: 7.

5 - Willians (Cruzeiro): Em ótima fase, entra novamente na seleção da rodada. Marcou o primeiro gol do time, deu o "passe" para o segundo, e foi impecável na marcação no meio de campo. Nota: 8,5.

6 - Dener Assunção (Chapecoense): Foi simples e eficaz na defesa, mas no ataque levou muito perigo. Fez a assistência para o gol de Ananias. Nota: 7,5.

7 - Henrique Almeida (Coritiba): Sempre "atordoa" as defesas adversárias com movimentação e briga. Em Goiás não foi diferente, e além disso marcou um gol e deu passe para outro. Nota: 8,5.

8 - Michel Bastos (São Paulo): Muita vontade, bons passes e um gol de "placa". Nota: 8.

9 - Alan Kardec (São Paulo): Entrou no jogo quando o time perdia a partida. Foi o matador que o Tricolor precisava e em duas chances, anotou dois gols. Nota: 8.

10 - Cléber Santana (Chapecoense): Foi um "maestro" na meica cancha, ditando o ritmo do jogo. Carregava o time para o ataque com arrancadas, dribles e bons passes. Nota: 8.

11 - Ewandro (Atlético Paranaense): Entrou "com tudo", marcando dois gols em poucos minutos em campo. Nota: 8.

TÉCNICO: Milton Cruz (São Paulo): Não teve medo de arriscar e foi muito feliz. Precisando do resultado e saindo atrás do marcador, colocou o time pra frente e fez alterações "certeiras", como a entrada de Kardec. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: