Seleção da Vigésima Sexta Rodada do Brasileirão 2015

1 - Wilson (Coritiba): Bem posicionado, fez defesas seguras. Também praticou defesas difíceis e saiu bem nos escanteios. Nota: 8.

2 - Apodi (Chapecoense): Quase onipresente, está no ataque finalizando e no mesmo lance já consegue voltar e cobrir a direita. Obrigou Rogério Ceni fazer defesas e foi o jogador que mais levou perigo. Nota: 7,5.

3 - Réver (Internacional): Teve uma atuação excepcional, revivendo seus bons momentos. Cortou muitos cruzamentos, marcou bem, mostrou muita raça e marcou o primeiro gol de seu time. Nota: 8,5.

4 - Erazo (Grêmio): Teve a dura missão de marcar Walter, mas deu conta do recado, levando a melhor no duelo com o "gordinho". Passou muita segurança ao sistema defensivo. Nota: 8.

5 - Nilton (Internacional): Jogou com uma raça incrível, ganhando a maioria das divididas e "não brincando em serviço". Deu bons passes e também deu chutão quando precisou. Nota: 7,5.

6 - Carlinhos (Coritiba): Bastante acionado, participou intensamento da partida. Marcou bem e apoiou. Nota: 7.

7 - Gabriel (Santos): Chamou a responsabilidade, sendo o matador da equipe no jogo. Fez dois belos gols para o Peixe. Nota: 8.

8 - Renan Oliveira (Avaí): Fez sua melhor partida com a camisa do Leão. Foi o substituto ideal de Marquinhos, dando bons passes, buscando jogo e decidindo a partida com o gol da vitória. Nota: 8.

9 - Lucas Barrios (Palmeiras): Atuação perfeita! O paraguaio entrou com 23 minutos do segundo tempo e marcou três gols. Nota: 10

10 - Lucas Lima (Santos): Não parou de correr, buscando a bola para deixar os companheiros em boas situações. Deu três passes incríveis para os companheiros Gabigol e Ricardo Oliveira marcarem. Nota: 8,5.

11 - Luan (Grêmio): Foi o "cara" do jogo, dando a assistência para o primeiro gol e marcando o segundo. Nota: 9.

TÉCNICO: Marcelo Oliveira (Palmeiras): Fez as mudanças que mudaram a partida, principalmente com a entrada de Barrios. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: