As 10 melhores contratações do Campeonato Francês 2015/2016

10 - Abou Diaby (Marseille): Volante técnico, Diaby me agrada muito, mas ultimamente estava sendo preterido por Wenger no Arsenal. Agora no Marseille, pode voltar a atuar com regularidade e brigar por uma vaga na Seleção Francesa. Além de ser um ótimo reforço para o clube, o atleta chega a custo zero, pois teve seu vínculo finalizado com o time inglês.


9 - Haten Ben Arfa (Nice): Talentoso, este meia chegou ao Nice ainda na temporada passada, porém foi proibido pela Federação Francesa de jogar, pois havia vestido a camisa de dois clubes no mesmo período. Agora liberado, será o "cérebro" do time nesta edição da Ligue 1. 


8 - Layvin Kurzawa (PSG): Por cerca de R$100 milhões, o PSG contratou o promissor lateral do rival Monaco. Kurzawa fez uma excelente temporada, chegando até ser convocado pela Seleção Francesa. Com a saída de Digne, que foi para a Roma, disputará posição com o veterano Maxwell.


7 - Maurício Isla (Marseille): Pouco aproveitado na Juventus na temporada passada, o chileno foi emprestado para ao Marseille. Teve ótimo desempenho na Copa América e facilmente será titular no clube francês.


6 - Fábio Coentrão (Monaco): Cansado do banco de reservas no Real, Coentrão chega ao Monaco para ser o substituto de Kurzawa e dono da lateral-esquerda. O português foi emprestado ao clube francês, que terá opção de compra ao final do acordo. 


5 - Lucas Silva (Marseille): Outro jogador emprestado pelo Real Madrid. Lucas não conseguiu se adaptar ao futebol espanhol rapidamente, e assim como foi com Casemiro, foi emprestado para ganhar experiência no futebol europeu e retornar melhor. Acredito que o meia terá sucesso no Marseille, pois futebol todos sabemos que ele tem de sobra, o que falta realmente é confiança e adaptação.


4 - Remy Cabella (Marseille): O meia que despontou jogando pelo Montpellier, não conseguiu repetir o sucesso na Premier League, quando jogou pelo Newcastle. Ele chega por empréstimo ao Marseille, fazendo parte da negociação de Thauvin, que foi para o clube inglês em seu lugar. Acredito muito nessa jogador.


3 - Mohamed El-Shaarawy (Monaco): Quando surgiu, muita expectativa foi colocada em El-Shaarawy, que fez boas partidas, chegou até a Seleção Italiana, mas nunca conseguiu ter sequência de jogos. Com menos pressão, em um time que possui um ambiente menos conturbado que o do Milan, o italiano pode brilhar e tornar-se realidade no futebol. O Monaco desembolsou R$67 milhões pelo atacante.


2 - Mathieu Valbuena (Lyon): Está aí uma coisa que não entendo. Jogadores brasileiros, "meia-bocas" são supervalorizados, sendo vendidos por mais de R$100 milhões, enquanto um craque como Valbuena, é vendido por apenas R$19 milhões. O meia, que foi titular da França na última Copa do Mundo, estava no Dinamo de Moscow. 


1 - Ángel di María (PSG): Ao ser vendido por cerca de R$ 273 milhões para o PSG, Di María se torna o jogador que mais movimentou dinheiro na história do futebol. Segundo dados do site Transfermarkt, o argentino saiu do Rosario Central para Benfica (34 milhões de reais), de Benfica para o Real Madrid (139 milhões de reais) e do Real Madrid para os Manchester United (315 milhões de reais). Fato é que o craque vai cair muito bem neste meio de campo, que carecia de um jogador mais diferenciado para assistir Ibra e Cavani.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: