Seleção da Primeira Rodada do Brasileirão 2015

1 - Rogério Ceni (São Paulo): Salvou o Tricolor, fazendo grande defesa em chute de Gabriel. Também foi bem nas saídas, passes e posicionamento. Nota: 8.

2 - Patric (Atlético Mineiro): Não fez uma grande partida, mas fez um golaço e não comprometeu na defesa. Nota: 7,5.

3 - Matheus Ferraz (Sport): Bem na marcação, mostrando segurança. Marcou o primeiro gol da partida, aproveitando sua oportunidade. Nota: 8.

4 - Rodrigo (Vasco): Xerifão do time. Organizou o sistema defensivo e ganhou praticamente tudo que disputou. Nota: 8.

5 - Elicarlos (Chapecoense): Ótima partida do volante, que marcou muito bem, mas também ajudou na criação de jogadas. Marcou um golaço, abrindo o caminho para a virada. Nota: 8.

6 - Giovani (Fluminense): Não comprometeu no setor defensivo e apoiou com muita eficiência. Nota: 8.

7 - Yuri Mamute (Grêmio): Marcou os dois primeiros gol da equipe na partida, mas também movimentou-se muito e causou problemas aos defensores da Macaca. Nota: 8,5.

8 - Diego Souza (Sport): Mostrou porque é um camisa 10 dos bons. Comandou o time, criando as melhores chances de gols. Em dois pênaltis cobrados, dois gols marcados. Nota: 9. 

9 - Jô (Atlético Mineiro): Um Jô dos velhos tempos, querendo jogo e jogando com alegria. Fazendo o papel do centroavante, conturbou o sistema defensivo palmeirense. Marcou um gol e exigiu defesas de Prass. Nota: 8,5.

10 - Marquinhos (Avaí): O ídolo avaiano foi o autor do gol de empate do time, batendo uma falta com muita categoria. Além disso, foi bem na distribuição de passes e deu até carrinhos. Nota: 8.

11 - Walter (Atlético Paranaense): Foi o grande nome do jogo, participando de todos os gols. Marcou um, participou de outro e sofreu uma penalidade. Nota: 9.

TÉCNICO: Guto Ferreira (Ponte Preta): Não teve medo do Grêmio, e mesmo perdendo de dois a zero, colocou seu time para frente e acabou premiado com o empate. Soube aproveitar os erros do adversário. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: