Seleção da Vigésima Oitava Rodada do Brasileirão 2014

1 - Danilo (Chapecoense): Fez duas defesas incríveis, salvando o time da pressão do Bahia. Nota: 8,5.

2 - João Pedro (Palmeiras): Não comprometeu no sistema defensivo, apesar de apresentar dificuldades na marcação. No ataque, foi o jogador que mais causou problemas ao Grêmio e ainda fez o gol da vitória. Nota: 8,5.

3 - Jackson (Goiás): Foi muito bem na defesa, afastando os perigos de gols do Coxa. Marcou o primeiro gol da partida. Nota: 8,5.

4 - Joílson (Criciúma): Muito eficiênte na defesa. Além disso, marcou o primeiro gol do Tigre. Nota: 8.

5 - Canteros (Flamengo): Desdrobrou-se em campo, marcando muito bem e criando oportunidades. Deu bons passes e marcou o segundo gol do Mengão, após falhas de Manoel e Fábio. Nota: 8,5.

6 - Alex Silva (Atlético Mineiro): Fez o simples quando estava na defesa. No ataque, deu bons dribles e passes, mas foi decisivo ao fazer uma linda jogada, resultando no gol de Luan. Nota: 8.

7 - Luan (Atlético Mineiro): Deu lindos dribles, bons passes e participou o tempo todo do jogo. Foi o maestro do time e ainda marcou o gol da grande vitória do Galo. Nota: 9.

8 - Lucca (Criciúma): Craque da rodada! Cobrou os dois escanteios que resultaram nos dois primeiros gols de seu time. Correu bastante, armou jogadas e foi recompensado com o terceiro gol de seu time. Nota: 9,5.

9 - Dellatorre (Atlético Paranaense): Entrou no segundo tempo e decidiu o jogo. No primeiro toque na bola já marcou o primeiro do Furacão. No finalzinho da partida, fez um golaço, deixando um adversário no gol e finalizando com categoria. Nota: 9.

10 - Alex (Internacional): Chamou a responsabilidade, assim como D'alessandro, do jogo. Teve muita dedicação e raça, alpem da técnica habitual. Marcou um golaço. Nota: 9.

11 - Erik (Goiás): Fez uma grande partida, se movimentando muito e atormentando a defesa do Coritiba. Marcou um belo gol, finalizando de letra, e deu uma assistência. Nota: 8,5.

TÉCNICO: Abel Braga (Internacional): Para se recuperar da goleada sofrida sobre a Chape, colocou um time ofensivo e dedicada em campo, reconquistando a torcida. Quando as coisas começaram a dar errado, acertou nas substituições, colocando Nilmar e Valdívia em campo. Nota: 9.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: