Diário da Copa - Dia 8

O primeiro tempo foi muito movimentado, com os dois times procurando o ataque e apostando na velocidade de seus jogadores. Cuadrado era o melhor colombiano, já pelo lado dos elefantes os volantes se destacavam. Por volta dos 30 minutos, Teófilo Gutiérrez perdeu a melhor chance ao falhar em chute cara-a-cara com o goleiro. Gervinho, que estava sumido até então, criou as últimas oportunidades do primeiro tempo. Na volta do intervalo, Yaya Touré apareceu mais para o jogo, infernizando os marcadores colombianos. Aos dezenove minutos, James Rodríguez acertou grande cabeçada, abrindo o placar. Pouco depois, o meio campo marfinense bobeou e perdeu a bola, Rodríguez deu belo passe a Quintero que ampliou a vantagem da Colômbia. Com as entradas de Drogba e Kalou, os africanos ficaram mais ofensivos e conseguiram diminuir o placar com Gervinho. O atacante passou por três marcadores e encheu o pé, marcando um golaço. A Costa do Marfim pressionou até o final da partida, mas não conseguiu evitar a derrota.

Craque do Jogo: James Rodríguez (Colômbia)
Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)
Gols da partida: James Rodríguez (64'), Quintero (70') e Gervinho (73')


A Seleção Uruguaia começou melhor a parida, pressionando os ingleses. Com mudanças no time, mostrou mais garra e vitalidade. Suárez e Cavani levavam perigo a cada chegada. Depois dos dez minutos, o English Team melhorou e Rooney quase marcou em duas oportunidades, porém a bola teima em não entrar em Copas para o craque. Aos 39, Lodeiro puxou contra-ataque e tocou para Cavani, o atacante ameçou que iria chutar mas viu Suárez entrando na área, com o posicionamento do atacante, cruzou perfeitamente para Luisito só tirar de Hart e inaugurar o marcador. Para a segunda etapa, o Uruguai voltou melhor, levando perigo nas bolas aérea e em um chute de Cavani que passou perto. Passados quinze minutos, a Seleção Inglesa cresceu, sufocando o Uruguai com muitos cruzamentos. Aos 29 minutos, Glen Johnson fez grande jogada pela direita, cruzou rasteiro e Rooney desencantou, empatando o confronto. Após o gol, o time inglês criou ânimo e se jogou para cima do Uruguai. Contudo, aos 40 minutos, Muslera cobrou tiro de meta, a zaga inglesa desviou para trás e Luizito Suárez recebeu próximo a área, invadiu e fuzilou para decretar o triunfo uruguaio.

Craque do Jogo: Luis Suárez (Uruguai)
Árbitro: Carlos Velasco (Espanha)
Gols da partida: Luis Suárez (39' e 85') e Rooney (75')


O Japão começou trocando passes e buscando a bola em profundidade para os atacantes. A Grécia iniciou o jogo praticando sua boa e velha retranca, além de cometer muitas faltas. Na primeira etapa, quem mais teve oportunidades foi a Grécia, que chutava muito de fora da área. Kawashima trabalhou, fazendo boas defesas. O Japão não conseguia transformar a boa posse de bola em arma, sofrendo com os contra-ataques gregos. Aos 37 minutos, Katsouranis foi expulso ao tomar o segundo cartão, piorando a situação grega para o segundo tempo. Voltando do intervalo, o Japão mostrava sinais de que pressinaria a defesa grega em busca do gol, mas não conseguia ser efetivo. A Grécia, que já costuma ser defensiva e ainda estava com um a menos, só chegava nos erros japoneses e nos contra-ataques. Aos 22 minutos, o Japão teve uma grande chance com Okubo que perdeu um gol feito. Em seguida, foi a vez de Uchida perder uma grande oportunidade. Daí para frente, tivemos uma pressão muito grande do Japão a partir de jogadas aéreas, o que não apresentou bons resultados, uma vez que a equipe nipônica tem a média de altura de seus atletas mais baixa do que o time grego. A Grécia conseguiu se defender muito bem até o final do jogo. Com o empate das equipes, ambas se complicaram, classificando a Colômbia.

Craque do Jogo: Atsuto Uchida (Japão)
Árbitro: Joel Aguillar (Él Salvador)
Gols da partida: Nenhum


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: