Análise Pré-Copa: Grupo F

Argentina: Com as melhores opções de ataque dentro todos as seleções da Copa, mas com uma das piores defesas, a Argentina vem como favorita, porém com problemas. A seleção que tem Messi como principal jogador, há anos sofre com zagueiros e laterais frágies, sendo muitas vezes presa fácil de times bem organizados, como a Alemanha. Di María vive a melhor fase no elenco, sendo em minha opinião o grande jogador do país.

Bósnia: Candidato a segunda vaga do grupo, é fruto da separação da antiga Iuguslávia. Com futebol cadenciado, técnico e força física, promete incomodar. Tem nos meias Misimovic e Pijanic, e nos atacantes Dzeko e Ibisevic sua referência.

Nigéria: É a atual campeã africana e vem mostrando um bonito futebol. Contando com jogadores velozes e dinâmicos, a Nigéria brigará pela segunda vaga do grupo com a Bósnia de Dzeko. Apesar de ter um bom meio de campo e um ataque rápido, como a maioria das seleções africanas sofre com o setor defensivo. As vezes parece um time desinteressado na partida, mas mesmo assim continua sendo perigoso.

Irã: Candidato a saco de pancadas do grupo. É uma equipe pouco experiênte e que possui poucos jogadores que jogam fora de sua liga nacional. A estrela do time é o técnico português Carlos Queiroz, que costuma realizar grandes trabalhos por onde passa.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: