Análise Pré-Copa: Grupo B

 

Espanha: É notável que desde a final da Eurocopa o rendimento da Espanha já não é mais o mesmo. Porém ainda é muito forte e vem como uma das favoritas. Sua geração de "ouro" dos últimos anos envelheceu, mas algumas promessas foram chamadas e podem dar conta do recado. A principal aposta de Del Bosque, é ter Diego Costa como camisa 9 da equipe, contudo o final da temporada foi cruel com o sergipano, que pode até ficar de fora da Copa devido a lesões.


Holanda: Assim como a Espanha, a Holanda já não é mais a mesma potência que chegou a final em 2010. Comandada por Van Gaal, o time aposta em novos talentos como o goleiro Cillessen e o zagueiro Veltman, além do experiente trio Robben, Sneijder e Van Persie para  conquistar a tão sonhada taça que já esteve próxima de suas mãos por três vezes.


Chile: Para infelicidade de sua nação, o Chile caiu no grupo onde dois favoritos também jogarão. Possui talvez o melhor time de sua história, com bons defensores, meias e criadores, porém carece de um matador como foram Salas e Zamorano. Será um grande desafio, mas pode surpreender e até passar de fase. 


Australia: Já teve melhores seleções, como a que foi comandada por Guus Hiddink em 2006 na Alemanha, que contava com Viduka, Kewell, Neill e Skoko. A seleção atual tem um bom meio de campo, apesar de experiente, mas por cair em um grupo com adversários muito complicados, chega ao Brasil à passeio.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: