Seleção da Segunda Rodada do Brasileirão 2014

1 - Fernando Prass (Palmeiras): Evitou uma goleada no primeiro tempo, com pelo menos três grandes defesas. Nota: 8.

2 - Moisés (Grêmio): Firme na defesa, sem comprometer. No ataque, apoio com sucesso, levando perigo ao adversário. Nota: 7.

3 - Gil (Corinthians): Além de ótima atuação defensiva, não dando espaços aos flamenguistas, fez o segundo gol da equipe. Nota: 8.

4 - Antônio Carlos (São Paulo): Novamente marcou um gol. No setor defensivo não comprometeu e ainda foi o mais regular da equipe. Nota: 8.

5 - Fahel (Bahia): Bem na marcação, mas melhor ainda no ataque, dando uma bela assistência a Lincoln e marcando o segundo gol do Bahia em grande estilo. Nota: 8,5.

6 - Fábio Santos (Corinthians): Grande atuação. Jogador que mais participou do jogo, defendendo e atacando. Acertou uma bola no travessão e deu uma assistência. Nota: 8.

7 - Rafael Sóbis (Fluminense): Foi o melhor jogador da partida. Movimentou-se muito, criou as melhores chances do time e ainda marcou seu segundo gol no campeonato. Nota: 8,5.

8 - Lincoln (Bahia): Marcou o primeiro gol do jogo em uma bela cabeçada. Serviu os atacantes e meias velozes do time com bons passes. Foi o maestro do time. Nota: 8.

9 - Rafael Moura (Internacional): Não participou muito do jogo, mas quem foi que disse que precisa? Fez os dois gols da equipe. Nota: 8,5.

10 - Alan Ruíz (Grêmio): Grande craque do jogo. Criou as melhores chances do tricolor, com técnica e velocidade. Marcou um belo gol de falta. Nota: 8,5.

11 - Emerson Sheik (Botafogo): Procurou muito o jogo em sua estréia. Chegou a disperdiçar uma boa chance no começo do segundo tempo, mas depois fez o primeiro gol do time, e ainda deu uma belíssima assistência para o segundo. Nota: 8,5.

TÉCNICO: Cristóvão Borges (Fluminense): Mesmo com o Palmeiras desfacaldo, conseguiu anular os principais jogadores do time. Tornou o Fluminense um time mais veloz e dinâmico. Nota: 8,5.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: