Análise dos jogos de Volta da Semi-Final da Champions League

Na terça feira, o "demolidor de alemães", Real Madrid, foi a Munique para o jogo de volta das semi-finais. Por ter vencido a primeira partida em Madrid, imaginava-se que o time jogasse no contra-ataque, explorando a velocidade de Di María, Bale e Cristiano Ronaldo. E foi assim que o time esteve em campo, fechado do meio para trás e apostando em um ataque rápido. Porém poucos esperavam que o time espanhol fizesse 4x0 dentro da Allianz Arena. Sergio Ramos de cabeça marcou os dois primeiros gols do Real. Ainda no primeiro tempo, em uma jogada extremamente veloz, Bale e Benzema trocaram passes no meio de campo, e depois de uma bela arrancada do galês, Cristiano Ronaldo balançou as redes pela terceira vez. Com o gol, CR7 tornou-se o recordista isolado de gols em uma só edição da Liga dos Campeões. Como se já não bastasse, no finalzinho do jogo o "gajo" marcou mais uma vez. Cobrando falta rasteira e surpreendendo Neuer, o Real Madrid fechou sua classificação à final com "chave de ouro". Carlo Ancelotti chega a sua segunda final com times diferentes, o italiano já havia chegado com o Milan anteriormente.


Na quarta feira, acompanhamos outro resultado surpreendente. O Atlético de Madrid não só se classificou para final, como foi muito superior ao Chelsea. Em Londres, os espanhois venceram os ingleses por 3x1. O Chelsea até saiu na frente com o ex colchonero Fernando Torres, que nem comemorou o gol em respeito a seu time de coração. Adrián Lopez empatou para o time de Madrid no final do primeiro tempo. Precisando marcar um gol para se classificar, o time de Mourinho abandonou um pouco a habitual retranca, porém quem marcou foi o Atlético com Diego Costa de penalti. Para finalizar, o turco Turan fez o terceiro gol espanhol. Importante reconhecer o trabalho que Simeone vem fazendo como treinador do Atlético de Madrid, pois mesmo com elenco muito inferior a Barcelona e Real Mdrid, o time é líder do Campeonato Espanhol e ainda chegou a final da Liga dos Campeões.


Alguns fatos importantes: Nos últimos cinco anos, quando não foi o Barcelona campeão quem conquistou o título foi quem o eliminou (Chelsea, Internazionale e Bayern). Essa é a segunda vez que dois clubes espanhois chegam a uma final, a primeira vez foi na temporada 1999/2000, quando o Real Madrid venceu o Valência por 3x0 na França. Na temporada 1973-1974, o Atlético de Madrid chegou a final, mas perdeu para o Bayern em Bruxelas. Por fim, esta é a primeira vez que a final será decidida por dois times da mesma cidade.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: