Análise dos Jogos de Volta das Oitavas de Final da Champions - Parte 2

O Chelsea garantiu sua vaga nas quartas de final com uma vitória tranquila sobre o Galatasaray, no Stamford Bridge. Logo aos quatro minutos, Samuel Eto'o recebeu passe de Oscar e finalizou, a bola desviou no zagueiro e na ponta dos dedos de Muslera, parando no fundo da rede e abrindo o placar do confronto. O time turco pouco criou na sequência da partida, e viu Hazard fazer grandes jogadas e se movimentar muito pelo lado esquerdo do clube Londrino. Ainda no primeiro tempo, em escanteio cobrado pelo belga, Terry testou firme, para o chão, Muslera fez boa defesa, mas ninguém conseguiu parar a chegada de Cahill. que fuzilou, marcando o segundo gol do Chelsea. Na segunda etapa, os Blues seguiram com o controle da partida, porém com uma boa vantagem procurou diminuiro ritmo e se preocupar em ficar com a posse da bola para impedir que o Galatasaray oferecesse algum perigo a sua defesa.


Em Madrid, o Real tinha a simples missão de não tomar seis gols do Schalke 04. Por conta disso, Ancelotti resolveu escalar uma equipe mista, porém sem sacar do time sua principal estrela, Cristiano Ronaldo. E como de costume, foi o craque que decidiu o jogo. No primeiro gol, Bale fez boa arrancada pela direita e cruzou rasteiro, com seu oportunismo corriqueiro, Ronaldo empurrou a bola para o fundo do gol. Aos 30, o Schalke 04 empatou a partida. Hoogland avançou até a entrada da área e chutou forte. A bola desviou em Sergio Ramos e enganou Casillas, que não teve chances de defesa. Na volta do intervalo, o Real procurou trabalhar bem a bola, com movimentação e passes, até que em uma linda arrancada, Cristiano Ronaldo partiu do meio de campo, driblou um marcador e encheu o pé direito para marcar o segundo gol da equipe. CR7 precisava de um gol para igualar a marca de Messi e Mazolla de 14 gols em uma edição da Liga dos Campeões, e se não fosse a trave, por duas vezes, isso teria acontecido já hoje. Em uma das bolas chutadas na trave por Ronaldo, Morata aproveitou o rebote, dando números finais ao placar no Santiago Bernabeu. A notícia triste ficou por conta da lesão da promessa espanhola Jessé. O garoto lesionou o joelho logo aos dois minutos de partida, e ficará de fora da temporada toda, acabando com as chances que tinha de ir a Copa. 


Em Manchester, os Red Devils tinham a dura missão de superar o resultado de 2x0 sofrido para o Olympiacos na Grécia. Mas tratando-se de um clube do tamanho do United, tudo era possível. Graças ao hat-trick de Van Persie, que a tempos não fazia grandes partidas, o Manchester superou o time grego por 3x0. Aos 22 do primeiro tempo, o holandês sofreu e converteu um penalti sofrido, inaugurando o placar. No último minuto da primeira etapa, Rooney dividiu a bola com um zagueiro grego, levou a melhor de deu um chute cruzado para o meio da área encontrando Van Persie, que sem titubear empatou o confronto marcando o segundo gol. Para fechar a noite de gala do holandês, com uma cobrança de falta de muito efeito, Van Persie marcou o terceiro gol, garantindo assim a presença do Manchester United nas quartas de finais da Liga dos Campeões.


Para fechar as oitavas de finais, o Borussia Dortmund foi derrotado em casa pelo Zenit por 2x1, porém com o resultado de 4x2 na Rússia a favor dos alemães, quem se garantiu nas quartas foi o Borussia. Logo aos 15 minutos, Hulk fez linda jogada individual, e em seu maior estilo, soltou uma bomba de perna esquerda, marcando um golaço para o Zenit. Depois disso, quem mandou no jogo foi o Dortmund, que criou várias chances, principalmente em "chuverinhos". E foi dessa forma, aos 37 minutos, que Kehl empatou o jogo. Na volta para a segunda etapa, as duas equipes pouco criaram, até que aos 29 minutos, Criscito recebeu na esquerda, cruzou no meio da área, e Rondón completou para as redes. O segundo gol do Zenit animou o time russo, mas faltou tempo para marcar outras duas vezes. Já nos acréscimos, o torcedor do Zenit levou um susto. Lewandowski e Hubocan se trombaram, o atacante do Borussia acertou uma joelhada do jogador do time russo, que saiu de campo sangrando muito e foi substituído na sequência. Uma curiosidade destas oitavas de final foi que todos os times que passaram para as quartas, foram primeiros colocados em seus grupos na primeira fase. Não teremos zebras desta vez na Champions, pois apesar de sabermos da superioridade de alguns times, como Real Madrid, Bayern e Barcelona, todos os outros times classificados mostraram que qualquer resultado que aconteça não será surpresa daqui para frente. Aguardamos ansiosamente para a chegada de sexta-feira, para conhecermos os confrontos das quartas de final.



OS GOLAÇOS:



Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: