Seleção da Vigésima Quinta Rodada do Brasileirão

1 - Fabio (Cruzeiro) - Fez boas defesas e garantiu que a equipe não tomasse sustos. Uma das razões para a incrível campanha do time é a segurança que passa para o time. Nota: 8. 

2 - Cicinho (Santos) - Costumeiramente fraco na marcação, Cicinho se superou ao marcar muito bem e dar segurança ao time no seu setor. No ataque apoiou muito como sempre, participando de dois gols da equipe. Nota: 8,5.

3 - Rhodolfo (Grêmio) - Fez uma partidaça. Com muita raça ganhou as divididas e todas as bolas aéreas que disputou. Salvou um gol certo de Éderson, que complicaria o jogo. Nota: 8,5.

4 - Wallace (Flamengo) - Coberturas perfeitas na marcação e disputas aéreas vencidas no primeiro tempo. Logo no inicio da segunda etapa, como prêmio fez o gol, dando tranquilidade a equipe. Nota: 9.

5 - Riveros (Grêmio) - Assim como o companheiro Rhodolfo, foi muito raçudo. Além de ter ido muito bem na marcação, fez o gol da vitória em uma bela finalização. Nota: 8,5.

6 - Juan (Vitória) - Foi muito firme na defesa, não dando espaços, e no ataque participou bastante, apoiando sempre que possível. Nota: 7.

7 - Hugo (Náutico) - Entrou no segundo tempo e foi o responsável pela virada do Timbu. "Tocou o terror" na zaga da macaca com muita movimentação. Fez o primeiro gol e a jogada do segundo. Nota: 8,5.

8 - Marlone (Vasco) - Jogador muito versátil, Marlone correu muito e apareceu muito para o jogo. Deu duas assistências para dois gols do Vascão Nota: 8.

9 - Borges (Cruzeiro) - Atuação de gala do matador. Participou de todos os gols do time, marcando dois. Nota: 9,5.

10 - Éverton Ribeiro (Cruzeiro) - Cérebro do time, organizou as jogadas ofensivas do time com sua velocidade e precisão nos passes. Além de tudo ainda fez o seu golzinho. Nota: 9.

11 - Biro-Biro (Fluminense) - Com muita movimentação, buscou jogo o tempo todo. Foi o caminho de quase todas as jogadas de ataque do Flu. Fez o gol e uma bonita tabela com Jean. Nota: 8.

TÉCNICO: Marcelo Martelotte (Náutico) - Deu novo ânimo a equipe praticamente rebaixada. Passou moral aos jogadores velozes da equipe, explorando essa virtude. Colocou Hugo no segundo tempo, que mudou o jogo. Nota: 9.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: