Seleção da Terceira Rodada do Brasileirão 2016

1 - Wilson (Coritiba): Não operou nenhum "milagre", mas fez defesas muito seguras, evitando o pior para o Coxa. Nota: 7.

2 - Léo Moura (Santa Cruz): Boa partida do veterano, mesmo sem subir muito ao ataque. Léo deu bons passes e marcou bem, mas o grande destaque foi o lindo lançamento para o segundo gol de Grafite. Nota: 7,5.

3 - Vitor Hugo (Palmeiras): Bem na defesa e melhor ainda no ataque. Além de marcar com eficiência, anotou o gol que abriu o caminho para a vitória. Nota: 8.

4 - Geromel (Grêmio): Líder da zaga, cortou quase todos os cruzamentos dos laterais do Atlético, marcou muito bem os atacantes adversários e comandou a defesa. Nota: 8,5.

5 - Bruno Henrique (Corinthians): Após uma fraca atuação contra o Vitória, redimiu-se com um golaço. Também esteve bem na marcação e errou poucos passes. Nota: 8.

6 - Artur (Internacional): Eficaz, não teve problemas com a marcação e ao subir para o ataque levou muito perigo. Foi dele a assistência para o gol do triunfo Colorado. Nota: 7,5.

7 - Keno (Santa Cruz): Veloz e habilidoso, quando cai pela esquerda é um tormento. Marcou um gol, mostrando categoria, e deu uma grande assistência para Arthur. Nota: 8,5.

8 - Giuliano (Grêmio): Assistências pra gols, passes impecáveis, contra-ataques mortais e muita vitalidade, essas foram as virtudes do maestro Tricolor na partida. Nota: 8,5.

9 - Grafite (Santa Cruz): Para continuar a boa fase, o atacante começou com uma linda jogada, passando por toda a defesa do Cruzeiro e por Fábio, que o derrubou na área. Cobrando bem o pênalti, abriu o placar. Logo no começo do segundo tempo, driblou um adversário e ao finalizar encobriu Fábio, marcando um lindo gol. Nota: 9.

10 - Guilherme (Corinthians): Enfim fez grande partida pelo Timão. Fez a função de camisa 10 do time, criando chances, dando passes precisos e ainda marcou um belíssimo gol. Nota: 8,5.

11 - Luan (Grêmio): Pelo setor esquerdo, passou por cima dos adversários. Marcou dois belos gols, puxou contra-ataques, deu dribles e passes precisos. Nota: 9.

TÉCNICO: Roger (Grêmio): Seu time foi fatal, aproveitando cada contra-ataque com uma boa investida. Fechou bem os espaços das jogadas de linha de fundo do Galo, conseguindo um resultado sensacional. Nota: 9.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: