As 10 melhores contratações do Campeonato Inglês 2015/2016

10 - Xherdan Shaqiri (Stoke): O suíço, de 23 anos, é o novo reforço do Stoke City. O atacante sempre mostrou muito talento com a bola nos pés, contudo não conseguiu ter sequência nos grandes clubes que passou. Revelado pelo Basel, onde teve brilhantes atuações desde os dezessete anos, passou por Bayern e Inter de Milão. Pelo Campeonato Inglês ser uma competição de muita velocidade e força física, o suíço deve ter muito sucesso, já que estas são as principais características de Shaqiri. O valor da negociação foi de aproximadamente R$ 65 milhões, sendo assim o jogador mais caro da história do clube. 


9 - Petr Cech (Arsenal): Reserva desde a volta de Courtois para o Chelsea, chega ao Arsenal para resolver um problema que o time enfrenta desde a aposentadoria de Lehmann. Apesar de ser um veteano, ainda é um dos melhores goleiros do mundo e tem muita "lenha pra queimar". Os Gunners pagaram cerca de R$64 milhões pelo passe do gigante tcheco. 


8 - Morgan Schneiderlin (Manchester United): Ídolo so Southampton, o volante de 25 anos é uma das atrações do Manchester United para a temporada. O jogador chegou em 2008 na Inglaterra, quando os "Saints" ainda estavam na terceira divisão. Com grandes atuações, ajudou o clube a subir para a "segundona" e logo depois para a Premier League. Em sete anos, disputou 260 partidas. Os "Red Devils" gastaram quase R$120 milhões para ter o francês.


7 - Pedro (Chelsea): Por R$128 milhões, o Chelsea tirou Pedro da reserva do Barcelona. Sem perspectivas de titularidade com Neymar, Suárez e Messi no time catalão, o atacante espanhol decidiu "sobrevoar novos ares". A concorrência com Remy, Diego Costa e Falcão também será grande e árdua, porém Pedro poderá exercer uma função de ponta no time caso Mourinho necessite. 


6 - Nicolás Otamendi (Mancheser City): Valorizado após ser o melhor zagueiro do Campeonato Espanhol pelo Valência, Otamendi foi disputado pelos maiores clubes da Europa, preferindo acertar com os "Citizens". Sua chegada é muito importante para o time, mas principalmente para o capitão Komapny, que com Demichelis e Mangala de companheiros, tinha que se desdobrar para cobrir as brechas deixadas pelos dois. O valor pago ao Valência pelo argentino foi de quase R$190 milhões. 


5 - Christian Benteke (Liverpool): Para o lugar de Balotelli, que foi um desastre, o Liverpool trouxe o belga Benteke, que há anos vinha brilhando no Aston Villa. O atacante de 24 anos foi contratado por cerca de R$200 milhões, tornando-se o segundo reforço mais caro da história do clube.


4 - Memphis Depay (Manchester United): Uma das maiores promessas do futebol atual, Depay, chega ao Manchester por quase 150 milhões de reais. A "joia" holandesa era pretendida por Van Gaal desde sua chegada no United, mas o PSV conseguiu segurá-lo na temporada passada. Memphis foi o grande nome do clube de Eidhoven no último Campeonato Holandês, na qual sagrou-se campeão. Em minha opinião este jogador será um dos melhores do mundo dentro de três ou quatro anos. 


3 - Raheen Sterling (Manchester City): Maior revelação inglesa do momento, custou quase 290 milhões de reais ao City. O atleta rejeitou inúmeras tentativas de renovação de contrato oferecidas pelo Liverpool, manifestando seu desejo de sair do time. Ao não se apresentar para a pré-temporada, teve sua vontade atendida.


2 - Kevin de Bruyne (Manchester City): Craque da Bundesliga 2014/2015, foi a transferência mais cara desta janela, chegando próximo dos R$320 milhões. O belga retorna à Premier League, onde já atuou pelo Chelsea, mas foi desprezado por Mourinho. Com a chegada do meia, o City poderá ter um dos melhores meio campo do mundo, contando também com Yaya Touré, David Silva e Fernandinho.


1 - Bastian Schweinsteiger (Manchester United ): Schweinsteiger acertou com os "Red Devils" por cerca de R$ 85 milhões, deixando o Bayern após 17 anos de serviços prestados. A relação com Guardiola não era das melhores, e para completar o meia já estava pensando em sair para ter novas experiências no futebol, tendo em vista que está com 30 anos de idade. O alemão deverá ter a mesma função que Scholes tinha quando atuava, e desde que se aposentou ninguém conseguiu substituir o inglês com tanta eficiência.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: