Seleção da Décima Quarta Rodada do Brasileirão 2015

1 - Walter (Corinthians): Atuação quase perfeita, salvando o Timão. Fez grandes defesas e ótimas saídas do gol. Nota: 9.

2 - Ferrugem (Sport): Em sua estreia, não teve problemas defensivos e ao subir para o ataque fez o segundo gol do leão. Nota: 7,5.

3 - Felipe (Corinthians): Com muita raça e eficiência, fez cortes providenciais. Mostrou bom posicionamento para afastar os perigos aéreos do Galo. Nota: 8.

4 - Eduardo (Internacional): Com dois minutos em campo como profissional, balançou as redes. Fez bons cortes e não teve problemas na marcação. Nota: 8.

5 - Hernani (Atlético Paranaense): Fez de tudo no jogo. Marcou o gol da vitória, foi bem na marcação, deu dribles, bons passes e desarmou. Nome do jogo. Nota: 8,5.

6 - Egídio (Palmeiras): Fez o feijão com arroz, ficando desta vez mais na defesa do que no ataque. Fez muitos desarmes e passes de qualidade. Nota: 7.

7 - Malcom (Corinthians): Participou bastante do jogo, sendo o jogador mais objetivo do time. Marcou o gol da vitória. Nota: 7,5.

8 - Jhon Cley (Vasco): Foi o nome do clássico com uma assistência e um golaço. Também participou bastante do jogo e mostrou muita vitalidade. Nota: 8,5.

9 - Andre (Sport): Foi muito valente, brigando com a defesa sãopaulina. Não marcou nenhum gol, mas participou dos dois gols com belos lances. No primeiro, deu passe de calcanhar, já no segundo, uma assistência de costas. Nota: 8.

10 - Nikão (Atlético Paranaense): Deu boas arrancadas, passes e dribles. Comandou o setor ofensivo do time e foi dele a assistência para o gol de Hernani. Nota: 8.

11 - Leandro (Palmeiras): Brigador, não parou nenhum instante de disputar a bola e pressionar os zagueiros adversários. Marcou o gol da vitória do Verdão. Nota: 7,5.

TÉCNICO: Celso Roth (Vasco): Conseguiu montar um esquema que desacelerou o rápido ataque do adversário. Anulou Fred e aproveitou os espaços. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: