Seleção da Nona Rodada do Brasileirão 2015

1 - Diego Cavalieri (Fluminense): Garantiu a guerreira vitória do Fluzão com boas defesas, mas principalmente ao defender um pênalti no momento em que o Goiás ficaria a frente do placar. Nota: 8.

2 - Madson (Vasco): Deu várias arrancadas em velocidade durante toda a partida, ganhando a maioria delas. Em belo cruzamento, deu o passe para Riascos marcar o gol da primeira vitória cruzmatina na competição. Nota: 7,5.

3 - Leonardo Silva (Atlético Mineiro): Um "monstro". Na defesa, ganhou tudo, tano por baixo como por cima. Desarmou e soube sair jogando com facilidade. Pra finalizar, marcou o gol da vitória de seu time. Nota: 9.

4 - Rodrigo (Vasco): Roubou muitas bolas, fez cortes providenciais e desarmou muito. Foi o grande xerifão da defesa do Vasco. Nota: 8.

5 - Rithely (Sport): Marcou muito bem os meias da Chape. Desarmou e auxiliou na criação. Também marcou o gol do Sport. Nota: 8.

6 - Egídio (Palmeiras): Atuação sensacional. Foi impecável na defesa, anulando Michel Bastos. Ao subir ao ataque, fez três assistências para gols. Nota: 10.

7 - Biro-Brio (Ponte Preta): Driblou, ajudou na marcação e deu os dois passes para os gols de Cajá e Azevedo. Foi o craque da partida. Nota: 9.

8 - Valdívia (Internacional): Jogou apenas um tempo, mas ao entrar deu muito trabalho aos defensores santistas, com velocidade e criatividade. Marcou um belo gol de falta e definiu o placar. Nota 8.

9 - Rafael Marques (Palmeiras): Volta para ajudar na marcação e sempre é colaborativo. Fazendo a função de atacante, marcou dois gols. Nota: 9.

10 - D'Alessandro (Internacional): Foi o maestro do time. Correu bastante, participando do jogo e puxando os contra-ataques. Deu dribles e belos passas. Nota: 8.

11 - Luan (Grêmio): Chamou muito o jogo, arriscando bons passes, dribles e sofrendo muitas faltas. Marcou um golaço ao cobrar uma falta na "gaveta". Nota: 8,5.

TÉCNICO: Marcelo Oliveira (Palmeiras): Soube aproveitar muito bem as fragilidades do sistema defensivo sãopaulino, principalmente usando a velocidade. Fez Egídio voltar a brilhar. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: