Perdendo a cabeça, o jogo e o rumo

A derrota da Seleção Brasileira para a Colômbia, não é nenhuma surpresa para mim e também nada fora da realidade. A Seleção de Pekerman conta com jogadores ofensivos melhores que o Brasil, é mais entrosada e foi taticamente muito bem, anulando Neymar, que por ser um "moleque mimado", perdeu a cabeça. A bolada em Armero foi muito desnecessária, mas pior do que isso foi dar uma cabeçada em Murillo. O lance será julgado pela Conmebol e o craque brasileiro pode até ser suspenso de toda a competição, acabando com a esperança de título da equipe de Dunga, até porque tirando Neymar, é difícil encontrar algum jogador que defina uma partida em um lance nesta equipe. Já é certo que o atacante do Barcelona ficará de fora das próximas duas partidas, pois recebeu seu segundo cartão amarelo e o vermelho direto. Em contrapartida, a Seleção Colombiana ganha muita confiança, e com os bons valores que possui na equipe, pode crescer muito e brigar para ser campeã do torneio. Com os erros da Copa do Mundo de 2010, eu acreditava que Dunga havia aprendido alguma coisa, tendo em vista que na oportunidade ele não convocou para seu time os melhores jogadores brasileiros da atualidade, e sim seus amigos, como Elano, Doni, Kleberson e Grafite. Nesta sua segunda passagem pela Seleção Canarinho, convocou os amigos Geferson, Elias, Fred, Diego Tardelli e Robinho, deixando de fora atletas como Lucas, Hulk, Rafinha, Ramires, Hernanes e Felipe Anderson.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: