Seleção da Décima Terceira Rodada do Brasileirão 2014

1 - Luiz (Criciúma): Fez cinco grandes defesas, fazendo com que o time suportasse a pressão são-paulina. Nota: 9.

2 - Marcos Rocha (Atlético Mineiro): Ótima partida ofensiva, criando boas chances e sendo o jogador mais perigoso do Galo. Cobrou bons laterais, direto para a área e em um deles, Leonardo Silva marcou. Na defesa não vacilou. Nota: 8,5.

3 - Rafael Lima (Chapecoense): Marcou o gol da vitória com um leve desvio na cobrança de falta de Neném, porém o gol foi dado para o meia. Na defesa, não permitiu que Alecsandro jogasse. Nota: 8.

4 - Léo (Cruzeiro): Além de marcar o gol cruzeirense, foi simples e eficiente na defesa, passando segurança a equipe. Nota: 8.

5 - Ralf (Cortinthians): Raçudo e impecável na marcação no meio de campo. Nota: 8.

6 - Victor Luís (Palmeiras): Foi o jogador que mais causou problemas ao Bahia, subindo constantemente ao campo de ataque. Deu a assistência para o gol de Henrique. Nota: 8.

7 - Caio (Vitória): Craque do jogo, decidindo o confronto com os dois gols de sua equipe. Mostrou muita disposição, movimentação e criou muitas chances de gols. Marcou o primeiro de cabeça e o segundo de penalti. Acertou uma bola na trave e ainda exigiu boas defesas de Grohe. Saiu de campo no finalzinho do jogo, recebendo aplauso da torcida. Nota: 9,5.

8 - Léo Lisboa (Figueirense): Entrou no lugar de Kléber, ainda no primeiro tempo. Marcou seu primeiro gol como profissional, no final do primeiro tempo. Para coroar a atuação, deu um lindo lançamento para Clayton ampliar a vantagem. Nota: 9.

9 - Rafael Moura (Internacional): Jogou "sozinho" no ataque, muitas vezes disputando as bolas com três ou quatro marcadores santistas. Brigou muito e marcou o gol que deu a vitórias ao Colorado. Nota: 8.

10 - Conca (Fluminense): Deu um show, mostrando mais uma vez que junto com o compatriota D'ale, são os melhores jogadores de Brasileirão. No primeiro gol, fez uma excelente jogada, cruzando para Cícero marcar. Participou do segundo gol e fez muitas jogadas lindas, como bons passes, lançamentos e dribles desconcertantes. Nota: 9.

11 - Kieza (Bahia): Criou muitas oportunidades, com movimentação e disposição. Marcou o gol que garantiu o empate ao tricolor. Nota: 7,5.

TÉCNICO: Argel (Figueirense): Foi muito feliz nas alterações, que balançaram as redes. Apostou na velocidade de seus meias e atacantes para superar a "envelhecida" defesa pernambucana. Nota: 8.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: