Seleção da Décima Quarta Rodada do Brasileirão 2014

1 - Vanderlei (Coritiba): Fez boas defesas na partida, principalmente no final do jogo, quando o Flu pressinou forte. Nota: 8.

2 - Cláudio Winck (Internacional): Entrou no lugar de W. Silva, que sentiu dores na coxa. Jogando apenas um tempo, movimentou-se muito, dando opções pela direita e marcou o segundo gol do Colorado. Nota: 8.

3 - Gil (Corinthians): Partida perfeita do zagueirão, que marcou muito, não deixando nada passar, e ainda marcou o gol da grande vitória do Timão. Nota: 9.

4 - Juan (Internacional): Foi um "monstro" na defesa do Inter, cortando todas as bolas e passando segurança a equipe com sua experiência. Nota: 8.

5 - Fahel (Bahia): Além de marcar muito bem durante toda a partida, marcou o gol da vitória do Tricolor. Nota: 8.

6 - Natanael (Atlético Paranaense): Deu brechas na defesa, errando passes bobos, porém foi extremamente decisivo ao dar duas assistências. Nota: 7,5.

7 - Alexandre Pato (São Paulo): Foi o craque do jogo, participando muito no ataque e marcando dois belos gols. Nota: 9,5.

8 - Aránguiz (Internacional): Foi muito bem marcado no primeiro tempo, pouco produzindo. No segundo, entrou com tudo, marcando o primeiro gol do time e participando intensamente de todo o jogo. Nota: 8.

9 - Diego Tardelli (Atlético Mineiro): Fez um primeiro tempo muito bom, marcando um golaço e fazendo lindas jogadas. Caiu um pouco de produção no segindo. Nota: 8.

10 - Dátolo (Atlético Mineiro): Deu dinâmica ao time com sua entrada no segundo tempo. Foi premiado com o gol da vitória. Nota: 8.

11 - Eduardo da Silva (Flamengo): Já em sua estreia, marcou o gol do triunfo rubro-negro e mostrou que mesmo não estando 100%, é um craque. Nota:8.

TÉCNICO: Argel (Figueirense): Conseguiu montar uma boa marcação nas jogadas aéreas, jogada chave do adversário. A eficiência foi tanta, que o gol marcado foi em uma jogada aérea. Nota: 8.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: