Seleção da Décima Sétima Rodada do Brasileirão 2014

1 - Fábio (Cruzeiro): Mais uma vez salvou o time com belíssimas defesas. É o goleiro mais injustiçado da história do futebol brasileiro, pois há muitos anos é disparado o melhor goleiro e nunca é recebe uma chance na Seleção. Nota: 8,5.

2 - Léo Moura (Flamengo): Chegou com muita eficiência ao ataque, levando perigo a todo instante. Quase marcou um golaço, mas a bola parou no travessão. Apesar de deixar algumas brechas, não teve problemas na marcação. 

3 - Rhodolfo (Grêmio): Se "agigantou" diante dos atacantes corinthianos, vencendo praticamente todas as bolas aéreas e ganhando as divididas. Nota: 8.

4 - Wallace (Flamengo): Levou a melhor em todas contra Souza, não deixando o atacante jogar. Está "voando" fisicamente. Nota: 8.

5 - Cícero (Fluminense): Muito bem na marcação e nos passes. Deu a assistência para o gol de Fred e marcou o primeiro da equipe. Nota: 9.

6 - Juninho (Palmeiras): Decidiu o jogo ao marcar o gol da vitória. Sem comprometer na defesa, fez boa partida. Nota: 7,5.

7 - Luis Ramírez (Botafogo): O peruano correu muito, buscando o jogo e criando chances. Marcou o único gol do jogo, ao chutar da entrada da área na gaveta. Nota: 8,5.

8 - Alexandre Pato (São Paulo): Assim como o colega Ganso, fez mais uma grande partida, movimentando-se muito, criando oportunidades e ainda marcando o gol do triunfo, quando ninguém mais esperava. Nota: 8.

9 - Fred (Fluminense): Deu a assistência para o gol de Cícero, no começo do jogo. Marcou dois gols de cabeça e voltou a ter grande atuação. Nota: 9,5.

10 - Ganso (São Paulo): Dando sequência a boa fase, jogou muito. Distribuiu belos passes, deu dribles e marcou um golaço. Nota: 8,5.

11 - Barcos (Grêmio): Marcou os dois gols da equipe, não perdendo as oportunidades recebidas. Nota: 8.

TÉCNICO: Argel Fuschs (Figueirense): Mostrou que sua chegada mudou a cara do time. Colocou Everaldo no jogo na hora certa, e o atacante marcou o gol da vitória. Nota: 8.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: