Diário da Copa - Dia 3

Como já era esperado, a Colômbia mostrou que queria jogo e com seu futebol ofensivo abriu o placar logo aos quatro minutos. Cuadrado fez uma linda jogada pela direita, ao seu estilo, cruzou rasteiro e Armero abriu o placar de pena direita. A Grécia tentou responder, mas era muito inferior tecnicamente e muito mais lenta, fazendo muitas faltas ao chegar atrasado nas jogadas. Com o resultado a seu favor, o time sulamericano controlou o jogo, cadenciando-o, porém permitiu que a Grécia chegasse mais a seu campo de defesa. Aos 44 minutos, Kone exigiu uma defesa de grande elásticidade de Ospina, assustando os torcedores colombianos no Mineirão. No segundo tempo, James Rodríguez voltou mais dispoto e criou as melhores oportunidades da Seleção Colombiana. Os gregos resolveram "abrir mais um pouco a caixa de ferramenta", fazendo faltas mais duras. Aos 12 minutos, James bateu escanteio a meia altura, Aguillar desviou no primeiro poste e Teo Gutiérrez marcou o segundo gol da Colômbia. Gekas teve a chance de diminuir a vantagem minutos depois, mas acertou o travessão em uma cabeçada sem goleiro. Com as entradas de Mitroglou e Fetfatzidis a Grécia até deu uma pequena melhorada, contudo sem muita objetividade. Samaras era o único jogador grego que tentava penetrar a defesa adversária, mas sozinho não teve sucesso. Aos 47, Zuñiga sofreu falta, bateu rápido tocando para Cuadrado que acelerou a jogada, tabelou com Zuñiga e de letra rolou para James Rodríguez fechar a goleada. Destaco a boa arbitragem do trio norte-americano, foi a primeira desta Copa que finalizou o jogo sem problemas.

Craque do Jogo: James Rodríguez (Colômbia)
Árbitro: Mark Geiger (EUA)
Gols da partida: Armero (4'), Teófilo Gutierrez (57') e James Rodríguez (92')




Dois times que utilizam muita força física em seu estilo de jogo, fizeram um primeiro truncado e de forte marcação. Poucas oportunidades foram criadas, tanto que o gol saiu de penalti. Lugano foi abraçado na área e Cavani converteu com uma boa cobrança a penalidade. No restante da primeira etapa, quase nenhuma oportunidade de gol para ambos os lados. Na volta do intervalo, a Costa Rica chegou mais disposta, teno uma oportunidade já no início em que Muslera defendeu. Pouco depois, em bela jogada Campbell recebeu com liberdade dentro da área e fuzilou, sem chances ao goleiro uruguaio. Após o gol, a equipe da América Central ficou motivada e virou a partida com Duarte de cabeça, em posição irregular. Luis Suárez não foi chamado por Tabarez para entrar, mesmo com a necessidade de marcar gols, preferiu não arriscar o craque que está voltando de lesão. Aos 24, Cavani deu bela cabeçada e o goleirão Keylor Navas fez uma ótima defesa, espalmando a bola para escanteio. Maxi Pereira até subia e fazia o papel de lateral ofensivo pela direita, mas com Cáceres na esquerda era um problema atacar pelo setor. Em minha opinião o Uruguai ganharia muito mais com Álvaro Pereira em campo. Aos 39 minutos, a Costa rica deu o golpe final na seleção celeste. Campbell, que fez um jogo fantástico, deu lindo passe a Ureña, que decretou a surpreendente vitória costarriquenha. Ainda deu no final para Maxi Pereira ser expulso após entrada desleal. Complicou para os bi-campeões.


Craque do Jogo: Joel Campbell (Costa Rica)
Árbitro: Felix Brych (Alemanha)
Gols da partida: Cavani (24'), Campbell (54'), Duarte (57') e Ureña (84')





O "English Team" iniciou a partida melhor, movimentando-se mais e fazendo jogadas agudas. Porém não demorou muito para o meio campo italiano começar a passar bem a bola e mudar o panorâma da partida. Aos 35 minutos, com uma jogada que pareceu ensaiada em escanteio, Pirlo fez lindo corta-luz, Marchhisio dominou e acertou um feliz chute no canto de Hart, abrindo o placar em Manaus. Dois minutos após o gols italiano, Rooney, que novamente passou em branco e nunc marcou gols em copas, deu um grande cruzamento de perna esquerda a Sturridge, que também de pé trocado empatou o confronto. Logo aos cinco minutos decorridos do segundo tempo, Balotelli recebeu cruzamento em jogada linda de Candreva, finalizando muito bem de cabeça e fazendo o segundo gol da Azurra. Poucas chances reais de gols foram criadas no restante da partida, as principais foram de chutes ingleses de longa distancia, mas nada que assustasse Sirigu. Nos minutos finais, por pouco Pirlo não marcou um golaço de falta, que parou no travessão. A Seleção Italiana dá grande passo para garantir sua vaga nas oitavas com o triunfo.


Craque do Jogo: Mario Balotelli (Itália)

Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda)
Gols da partida: Marchisio (35'), Sturridge (37') e Balotelli (50')




A Costa do Marfim começou indo para cima da Seleção Japonesa, apostando em jogadas velozes com Gervinho e Kalou. Na primeira chegada japonesa, Honda se livrou dos marcadores e acertou um lindo chute no ângulo de Barry, marcando um golaço. No restante do primeiro tempo, os marfinenses continuaram apostando nas rápidas jogadas de seus pontas, mas sem sucesso. Mesmo vencendo o jogo, o time japonês dava espaços para os africanos criar jogadas. Precisando correr atrás do resultado na segunda etapa, Drogba entrou na partida as quinze minutos, deixando a equipe com quatro atacantes em campo (Bony, Gervinho, Kalou e Drogba). Em dois minutos em campo já havia cavado um cartão e dado um belo passe de calcanhar que deixou Gervinho na cara do gol. Na jogada seguinte, com mais um homem na área, o Japão não conseguiu evitar o gol de cabeça de Bony. Um minuto depois foi a vez de Gervinho marcar também de cabeça, virando a partida. A entrada de Drogba atordoou o sistema defensivo japonês. No restante do jogo, os marfinenses conseguiram administrar muito bem o resultado, conquistando os três pontos.

Craque do Jogo: Gervinho (Costa do Marfim)
Árbitro: Enrique Osses (Chile)
Gols da partida: Honda (14'), Wilfred Bony (64') e Gervinho (66')




Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: