Seleção da Quarta Rodada do Brasileirão 2014

1 - Diego Cavalieri (Fluminense): Fez grandes defesas na partida e saiu bem do gol nas bolas aéreas. Passou segurança à equipe. Nota; 8.

2 - Edílson (Botafogo): Na defesa, não deu espaço aos atacantes do Criciúma. Desarmou muitas bolas e puxou contra-ataques. Para completar foi ainda melhor no setor ofensivo, apoiando com muito sucesso. Fez o cruzamento para o segundo gol de Sheik e ainda participou do terceiro e do quarto gol. Nota: 8,5.

3 - Lúcio (Palmeiras): Atuação que lembrou os velhos tempos. Foi raçudo e eficiente na defesa e se aventurou ao ataque com as típicas arrancadas. Fez o primeiro gol do Verdão no jogo. Nota: 8.

4 - Otamendi (Atlético Mineiro): Salvou o time com seus desarmes, sua raça e principalmente por tirar uma bola em cima da linha quando o jogo estava 2x1. Nota: 7,5.

5 - Arouca (Santos): Marcou bem e correu muito como sempre. O diferencial foi que além de contribuir defensivamente, ajudou o ataque, marcando o segundo gol do Peixe. Nota: 8.

6 - William Matheus (Palmeiras): Bem na marcação, evitando as jogadas velozes do seu ex clube. No ataque, deu as duas assistências aos gols de Lúcio e Henrique. Nota: 8.

7 - Alan Patrick (Internacional): Melhor em campo no jogo. Com movimentação intensa, deu assistência para o gol de D'Alessandro e marcou um golaço para coroar a atuaçãode gala. Nota: 8,5.

8 - Daniel (Botafogo): Fez um primeiro tempo muito bom, distribuindo passes e puxando contra-ataques. Já o segundo tempo, foi incrível, marcando três gols e ainda dando passe para Wallyson marcar o sexto gol do Fogão. Nota: 10.

9 - Barcos (Grêmio): Nem precisou participar muito da partida, pois fez os dois gols da equipe na vitória em Chapecó. Nota: 8,5.

10 - Conca (Fluminense): Craque do time, ditou o ritmo do Fluminense na partida. Deu as duas assistências para os gols de Fred e Chiquinho. Nota: 8,5.

11 - Emerson Sheik (Botafogo): Além de marcar os dois primeiros gols da equipe na partida, foi incansável em campo, levando perigo a defesa catarinense a todo instante. Nota: 8.

TÉCNICO: Eduardo Baptista (Sport): Postou um time pronto para buscar contra-ataques em campo. Com o time fechadinho, não deixou os velozes meias do Coxa criarem oportunidades claras de gol. Se aproveitou das bolas paradas para levar perigo ao time paranaense. Nota: 7,5.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: