Análise da Final da Champions 2013/2014


O Real Madrid conquistou pela décima vez a Liga dos Campeões da Europa. A final inedita entre os grandes clubes de Madrid, foi dramática  e emocionante. Como era esperado, os merengues procuraram mais o gol, enquanto os colchoneros jogaram do seu jeito, marcando e fechando os espaços do adversário. Aos sete minutos de jogo, Diego Costa sentiu a lesão que já o incomoda a algum tempo, tendo de ser substituído por Adrián López. Passados 35 minutos, no primeiro tempo, Godín aproveitou falha de Casillas para abrir o placar para os colchoneros. Até os 48 minutos do segundo tempo, o Real pressionava e tinha a posse de bola sem conseguir levar grandes perigos à meta de Courtois. Dí Maria era quem criava as melhores chances do Real. Mas foi aproximadamente dois minutos antes do fim que Sergio Ramos subiu mais que a defesa do Atlético, levando o jogo para a prorogação. Na segunda etapa do tempo extra, em uma grande jogada de Di María, Bale aproveitou o rebote do goleirão para virar a partida. Aí foi um show do Real, como o Atlético de Madrid é um time que sabe apenas marcar bem e precisou buscar o ataque, virou goleada. Marcelo marcou o terceiro em jogada individual. Para finalizar, Cristiano Ronaldo, que merecia o seu gol pelas espetaculares atuações na competição, foi derrubado na área, sofrendo o penalti. Cobrou com categoria e deu números finais ao placar.

Melhor jogador do torneio: Cristiano Ronaldo.

Artilheiro da competição: Cristiano Ronaldo - 17 gols em 11 jogos.

Seleção da Champions:

1 - Coutois (Atlético Madrid)
2 - Daniel Alves (Barcelona)
3 - Miranda ( Atlético Madrid) 
4 - Sergio Ramos (Real Madrid)
5 - Modric (Real Madrid)
6 - Filipe Luís (Atlético Madrid) 
7 - Gabi (Atlético Madrid) 
8 - Di María (Real Madrid)
9 - Ibrahimovic (PSG)
10 - Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
11 - Diego Costa (Atlético Madrid) 
Técnico: Carlo Ancelloti

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: