Análise dos Jogos de Volta das Quartas de Final da Champions League

Para começar a jornada, vamos até Londres, onde o Chelsea mostrou toda a força de sua camisa e reagiu após a derrota de 3x1 na França, eliminando o PSG com uma vitória por 2x0. Precisando do resultado, o Chelsea foi para cima dos franceses desde o início da partida. Aos 31 minutos do primeiro tempo, abriu o placar com André Schürrle. O gol animou o time inglês que criou as melhores chances. Sem Ibrahimovic lesionado, Lucas criou os melhores lances do PSG, que até teve uma grande oportunidade disperdiçada por Cavani. Quando o final da partida se aproximava e a torcida já estava apreensiva, Demba Ba desviou chute de fora da área, aos 42 do segundo tempo, fazendo o gol da classificação e transformando o estádio em um caldeirão. Para se ter ideia da alegria, até José Mourinho comemorou fervorosamente o gol marcado pelo senegalês. Outra curiosidade é a de que Ba se declarou torcedor do time frances: "Estou feliz pelo meu time, mas foi a primeira vez que torci para o PSG perder. É realmente muito difícil vê-los derrotados", admitiu Demba Ba logo após a partida. "Mas estou em êxtase, feliz por ajudar o meu time. Tive poucas oportunidades esta temporada e consegui aproveitar agora", completou o atacante.


Em Dortmund, o Real Madrid foi surpreendido pelo time da casa e por pouco não deu vexame. O time de Madrid havia vencido o jogo de ida por 3x0, e mesmo sem a presença de CR7 no time titular, com dores no joelho, era o favorito. Logo no início do jogo, os merengues tiveram uma grande oportunidade, quando o árbitro marcou penalti para os espanhóis. Di María tinha a grande chance de pôr o Real em grande vantagem, o que obrigaria o Borussia a marcar cinco gols. Porém o argentino escorregou e bateu muito mal, facilitando a defesa de Weidenfeller. Com a situação favorável, o Dortmund se animou e marcou logo em seguida com Marco Reus, aproveitando falha de Pepe ao recuar a bola para Casillas. Cerca de quinze minutos depois, foi a vez de Illarramendi falhar, e após chute de Lewandowski na trave, Marco Reus marca seu segundo gol. A pressão do time alemão continuou até o final, tendo acertado até uma bola na trave, porém o Real Madrid se fechou e garantiu presença nas semi-finais da Champions.


Ainda na Alemanha, mas agora em Munique, o Bayern levou um susto, mas venceu o Machester United por 3x1. O primeiro tempo não teve muitas emoções, mas o segundo foi de tirar o fôlego. Logo aos dez minutos Evra acertou um chute sensacional, no ângulo de Neuer, abrindo o placar para os visitantes. Porém, a alegria dos ingleses durou menos de dois minutos. No lance seguinte, Ribery foi para cima da marcação e no cruzamento Mandzukic deixou tudo igual. Sete minutos mais tarde, em outra boa arrancada de Ribery, Thomas Müller virou o jogo para os bávaros. Para fechar a vitória, Robben marcou um golaço. Arrancou do meio de campo, driblou dois marcadores da direita para a esquerda, ao seu estilo, e chutou da entrada da área. A bola desviou levemente em Vidic e entrou no cantinho.


Na Espanha, tivemos o jogo mais esperado das quartas de final. No primeiro jogo, o Atlético de Madrid havia arrancado um empate no Camp Nou, diante do Barcelona. O Barcelona precisaria ir para cima dos colchoneros, no Vicente Calderón. Porém, com gol de Koke, o time madrilenho passou para as semi-finais, após 40 anos, com a vitória de 1x0. Em um dia em que Messi esteve irreconhecível, o único jogador do Barcelona a dar trabalho ao Atlético foi Neymar. Os madrilenhos acertaram a trave por três vezes, além de serem melhores durante todo o jogo. Diego Costa não atuou devido a lesão sofrida na semana passada, mas foi bem substituído por Adrián, que fez boa partida e até participou do lance do gol. Sexta feira teremos o tão esperado sorteio, onde os classificados Atlético de Madrid, Bayern, Chelsea e Real Madrid saberão quem enfrenta quem.


OS GOLAÇOS:

 

 

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: