Valeu a Raça no Clássico

Assim como no primeiro turno o futebol praticado foi muito fraco, mostrando mais uma vez que o nível dos times do nosso campeonato está muito abaixo do esperado no início do torneio. O diferencial no jogo de ontem foi a raça e a necessidade, aliada a vontade de vencer, demonstradas pelo time do Avaí em campo. O leão buscou a vitória desde o início de jogo, diferente do Figueirense, que curiosamente procurou desde o começo a segurar o empate, cadenciando o jogo e principalmente fazendo o anti-jogo, fazendo faltas em todos os lances de perigo do Avaí. Não foi à toa que recebeu 7 cartões amarelos. Houve um momento, onde com apenas 30 minutos do segundo tempo, vencendo por 1 a 0, Ricardinho estava segurando a bola próxima a linha do escanteio, mostrando que o Figueirense não estava mais preocupado em marcar mais gols e faturar a vitória, e que estava mais do que satisfeito. Quanto a arbitragem de Ronan Marques da Rosa, não foi ruim, mas também não foi das melhores, pois a culpa de o jogo ter ficado nervoso foi dele, que demorou a mostrar os cartões, e em alguns lances deveria ser mais severo, mostrando o vermelho. Mas não vi falha em nenhum lance capital do jogo. O penalti de Alef em Douglas foi bem marcado, assim como o gol da vitória do Avaí, onde foi nítida a matada no ombro de Roberson. O personagem do clássico foi Eduardo Costa, que mesmo que não tivesse feito o gol da vitória, mostrou um excelente futebol, acertando praticamente todos os lançamentos e passes, além de ter sido fundamental na marcação. Parabéns as torcidas que fizeram bonito comparecendo em peso, e o que mais achei bacana foi que ao chegar aos redores da Ressacada me deparei com vários grupos de torcedores de ambos os times juntos, tomando uma cervejinha, comendo um pastelzinho, enfim, rindo juntos sem nenhum problema de harmonia.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: