Seleção da Vigésima Nona Rodada do Brasileirão 2015

1 - Victor (Atlético Mineiro): Fez defesas seguras e em momentos importantes do jogo, quando o time estava empatando e ganhando de um gol de diferença. Nota: 8. 

2 - Apodi (Chapecoense): Sempre levando perigo quando sobre ao ataque. Nesta partida ficou mais contido, já que Barbio jogou na ponta direita, mas com a vitória já liquidada, foi ao ataque e marcou um dos gols. Nota: 7,5.

3 - Neto (Chapecoense): Muito bem defensivamente, desarmando, cortando e salvando a Chape em momentos de pressão do Palmeiras. Também abriu o placar da partida. Nota: 9.

4 - Cesar Martins (Flamengo): Sua raça contagiou a defesa. Ganhou praticmente todas as disputas e divididas. Nota: 8.

5 - Rodrigo Dourado (Internacional): Bem na marcação e na participação do jogo, dando bons passes. Marcou o gol da vitória no fim do jogo. Nota: 8.

6 - Chiquinho (Santos): Bastante acionado, contribuiu na criação de jogadas. Na defesa, foi seguro. Nota: 7.

7 - Dudu (Figueirense): Correu muito e foi recompensado ao marcar dois gols em boas jogadas de Clayton. Muito raçudo e dedicado à equipe. Nota: 8,5.

8 - Camilo (Chapecoense): Comandou o meio de campo do time. Deu uma assistência e marcou um dos gols da goleada. Nota: 8,5.

9 - Lucas Pratto (Atlético Mineiro): Foi o nome do jogo. Marcou um gol, deu o passe para outro e participou do gol contra. Brigou com os zagueiros adversários o tempo todo. Nota: 9.

10 - Lucas Lima (Santos): Foi veloz e esperto para marcar o primeiro gol de seu time. Deu belos passes e dribles, sendo o grande cérebro da equipe. Nota: 8.

11 - Rogério (São Paulo): Foi o jogador que mais buscou a vitória, criando jogadas, caindo pelas pontas, pelo meio e se movimentando. Marcou dois gols, mas com a má interpretação da arbitragem, só um valeu. Nota: 8.

TÉCNICO: Levir Culpi (Atlético Mineiro): Recuou um pouco o argentino Pratto, que brigou com os defensores do Coritiba e a bola ficou "limpa" para os meias chegar ao ataque. Nota: 7,5.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: