Seleção da Décima Sétima Rodada do Brasileirão 2015

1 - Agenor (Joinville): Salvou o JEC em pelos menos quatro oportunidades, realizando defesas de muita dificuldade. Nota: 8.

2 - Nino Paraíba (Avaí): Vivendo uma fase espetacular, ataca e defende com uma intensidade incrível. Marcou e pressionou o setor esquerdo do Flu com muito sucesso, não permitindo que jogadas fossem criadas lá. No ataque, puxou contra-ataques, deu bons cruzamentos e dribles. Nota: 8,5.

3 - Pablo (Ponte Preta): Com certeza será uma atuação inesquecível para o garoto. Marcou com extrema eficiencia o melhor atacante do futebol brasileiro, Guerrero, não permitindo que o peruano pudesse ter espaços. Para completar, marcou o gol da vitória ao subir para o ataque. Nota: 8,5.

4 - Erazo (Grêmio): Fez uma partida incrível. Muito bem na defesa, cortando tudo o que podia. Soube sair jogando com tranquilidade sempre que precisou, ligando o meio campo. Ainda ajudou no ataque, dando uma assistência. Nota: 9.

5 - Adriano (Avaí): Impecável na marcação. No primeiro tempo, colou em Ronaldinho e não deixou o craque jogar. No segundo, pressionou os meias fo Fluzão, levando a melhor em quase todas as oportunidades. Nota: 8.

6 - Marcelo Oliveira (Grêmio): Pouco subiu, mas nada passou pelo seu setor. Ganhou as dividas e marcou com eficiência. Nota: 7,5.

7 - Geuvânio (Santos): Marcou o primeiro gol do time em bela finalização. Criou muitas chances de gol, com dribles e bons passes. Ainda deu a assistência para o gol de Ricardo Oliveira. Nota: 8,5.

8 - Alisson (Cruzeiro): Correu muito, buscando a vitória em todo momento. Marcou o primeiro gol e fez a assistência para o segundo. Nota: 8,5.

9 - Luis Fabiano (São Paulo): Incorporou o espírito guerreiro de tempo atrás, lutando por todas as bolas e "chutando tudo o que via pela frente". Acertou duas bolas na trave no primeiro tempo, e logo no começo do segundo, aproveitou bem o rebote de Cássio para empatar. Nota: 8.

10 - Giuliano (Grêmio): Além de marcar um belo gol, se movimentou com muita intensidade, confundindo todo o sistema defensivo Colorado. Criou boas oportunidades. Nota: 8.

11 - Luan (Grêmio): Foi o nome do Grenal. Fez de tudo no jogo, dribles, bons passes, mostrou velocidade e ainda marcou dois gols. Nota: 9.

TÉCNICO: Roger (Grêmio): Percebendo a fragilidade do momento que o adversário atravessa, colocou uma equipe veloz em campo. Anulou com muita facilidade o setor ofensivo do Inter com uma forte marcação adiantada, e por fim, atropelou o rival. Nota: 9.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: