Seleção da Décima Segunda Rodada do Brasileirão 2015

1 - Marcelo Lomba (Ponte Preta): Não fez nenhum "milagre", mas foi importante em saídas e em defesas seguras. Nota: 7.

2 - Lucas (Palmeiras): Me impressionou com a boa marcação, já que sua aptidão ao ataque geralmente faz cometer falhas na defesa. A subir para o campo ofensivo, levou sempre perigo e marcou um dos gols da goleada. Nota: 8,5. 

3 - Fred (Goiás): Ótimo nos cortes e na marcação. Para completar, marcou um gol. Nota: 8.

4 - Gum (Fluminense): Foi um xerifão na defesa do Flu, cortando praticamente tudo. No confronto com Damião, levou a melhor sempre. Nota: 8.

5 - Wesley (São Paulo): Marcou muito bem, foi a ligação do meio com o ataque, deu bons passes e marcou um dos gols da goleada Tricolor. Nota: 9.

6 - Diego (Joinville): Simples e eficaz na marcação, quando foi ao ataque levou perigo com um bom chute e com o cruzamento que resultou em um dos gols de Kempes. Nota: 8.

7 - Alexandre Pato (São Paulo): Buscou o jogo, chamando pra si a responsabilidade. Fez belos dribles e passes, dando a assistência para Michel Bastos marcar. Também fez um gol na partida. Nota: 9.

8 - Felipe Menezes (Goiás): Foi o cérebro do time, distribuindo passes aos companheiros. Ainda foi autor de dois gols.  Nota: 8,5.

9 - Guerrero (Flamengo): Decidiu o jogo, marcando o primeiro gol da equipe e servindo Éverton, que sacramentou a vitória. Que fase do artilheiro da Copa América. Nota: 8,5.  

10 - Jadson (Corinthians): Incansável, comandou o meio campo do Timão. Deu uma assistência e marcou o segundo gol. Faz grande campeonato. Nota: 8.

11 - Kempes (Joinville): Perdeu algumas oportunidades, contudo definiu o jogo com duas boas finalizações. Nota: 8.

TÉCNICO: Adilson Batista (Joinville): No encharcado gramado do Scarpelli, acreditava-se que o time do Figueirense levaria vantagem pela força física, contudo Adilson fez o time propor o jogo, mostrando qualidade e entrosamento. Conseguiu parar as fortes bolas aéreas do adversário. Nota: 8.


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: