Análise dos Jogos de Ida das Quartas de Final da Champions League

No confronto espanhol das quartas de final, Barcelona e Atlético de Madrid empataram em 1x1 no Camp Nou. O jogo foi equilibrado em sua maior parte, porém nos últimos vinte minutos o Barcelona, que começou atrás no placar, pressionou o adversário. O Atlético não contava com o craque da equipe, Diego Costa, que saiu machucado logo na primeira etapa, porém contou com outro Diego para abrir o placar. O meia ex-Santos soltou uma bomba de fora da área, marcando um golaço para os Colchoneros. Depois do gol do brasileiro, Tata Martino colocou Alexis Sanchez no jogo, deixando o barcelona muito ofensivo. A insistência do clube catalão em buscar o gol, foi premiada. Iniesta deu belo passe a Neymar que finalizou do jeito que ele gosta, colocando a bola no canto da trave defendida por Courtois. Com o resultado, o time da capital tem a vantagem do empate de 0x0 no jogo da volta.


Em Manchester, o United enfrentou o Bayern. Mesmo estando fora de casa, quem mandou no jogo foi o time alemão, que criou boas chances no primeiro tempo. Porém o Manchester teve um gol anulado no início do jogo. Welbeck deu um chapéu no defensor do Bayern e finalizou para o gol. O juíz alegou pé alto do atacante inglês, invalidando o gol dos diabos vermelhos. Em seguida, Robben e Ribery infernizaram os defensores ingleses, e se não fossem as boas defesas do goleirão De Gea, o primeiro tempo não terminaria empatado. Na segunda etapa, Vidic abriu o placar para os donos da casa, de cabeça. Porém a vantagem não durou muito, e Schweinsteiger completou desvio de cabeça de Mandzukic, igualando o marcador.


No Santiago Bernabeu, o Real Madrid vingou-se da derrota nas semi-finais da edição passada, fazendo 3x0 no Borussia Dortmund. Logo na primeira etapa, Bale e Isco fizeram 2x0. No segundo tempo, o Real continuou melhor, desperdiçando algumas oportunidades. Porém faltava o gol de Cristiano Ronaldo, e ele saiu aos doze minutos. Modric interceptou passe mal feito da zaga alemã e passou a bola na entrada da área, CR7 driblou o goleiro Weindefeller, e fez o terceiro gol madrilenho. Com o gol marcado Ronaldo se torno o maior artilheiro em uma edição de Champions, com quinze gols. No final do jogo, o craque saiu sentindo dores no joelho direito, mas não parece ser preocupante.


Para fechar a análise, o PSG recebeu a visita do Chelsea dentro de seus aposentos. O time francês conseguiu uma boa vantagem, apesar de sofrer um gol dentro de casa, vencendo a partida por 3x1. Em um começo fulminante, Lavezzi abriu o placar com um belo gol. O Chelsea respondeu aos 25 minutos. Depois de boa jogada de William pela direita, Thiago Silva derrubou Oscar dentro da área, cometendo penalidade máxima. Hazard cobrou com sua corriqueira tranquilidade, empatando o jogo. Na volta do intervalo, David Luiz desviou cruzamento de Lavezzi, porém para o lado errado, marcando o segundo gol do PSG. Para fechar o placar, Pastore marcou um golaço. O argentino entrou pela direita costurando e ao finalizar não deu chances de defesa a Cech. A notícia ruim do jogo ficou por conta da lesão de Ibra, que sentiu dores na coxa direita, preocupando a torcida parisiense.


OS GOLAÇOS:


Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: