Seleção da Trigésima Quinta Rodada do Brasileirão

1 - Ricardo Berna (Náutico) - Não teve nenhuma culpa no gol sofrido. Fez ao mínimo três grandes defesas, evitando uma goleada do Bahia em Pernambuco. Nota: 8.

2 - Vítor (Goiás) - Teve uma parcela de culpa no gol marcado por Otávio no primeiro tempo, mas no segundo se recuperou em grande forma, participando de dois gols esmeraldinos e não vacilando na marcação. Nota: 7,5.

3 - Gum (Fluminense) - Muito seguro na marcação e nos desarmes, levando a melhor sobre os atacantes do São Paulo. Foi um pouco agressivo em algumas jogadas, mas fez o gol da vitória que afastou um pouco mais o Fluminense do Z-4. Nota: 8.

4 - Valdomiro (Portuguesa) - Bem nos cortes e no posicionamento, anulou os atacantes velozes do galo. Passou segurança e tranquilidade a equipe. Nota: 7,5.

5 - Jean (Fluminense) - Foi o melhor em campo. Armou o time, apareceu para finalizar na área adversária e foi bem na marcação. Só errou um passe no jogo, e fez o primeiro gol do fluzão. Nota: 8,5.

6 - Juan (Vitória) - No primeiro tempo foi tímido, ficando o maior tempo na marcação. No segundo tempo teve mais liberdade e fez boa partida, inclusive deu o passe para o gol de Maxi. Nota: 8.

7 - Maxi Rodríguez (Grêmio) - Decidiu o jogo de maneira individual. Entrou dando velocidade ao time, e buscando o tempo todo ir para cima do Flamengo. Com dois golaços foi o grande craque da rodada. Nota: 9,5.

8 - Éverton Ribeiro (Cruzeiro) - Fez nada menos que as duas assistências dos dois gols cruzeirenses. Fora isto, driblou, lançou, deu bons passes e correu muito. Nota: 8,5.

9 - Bruno Mendes (Botafogo) - Foi o matador do jogo, aproveitando bem as oportunidades que teve. Marcou dois gols. Nota: 8,5.

10 - Seedorf (Botafogo) - Grande maestro do time alvi negro. Controlou o ritmo do jogo com sua categoria. Além de tudo fez um gol e deu uma assistência. Nota: 9.

11 - Walter (Goiás) - Cérebro do time no time. Participou de todos os gols da equipe, e foi um tormendo a zaga colorada. Fez um gol, deu uma bola na trave e exigiu belas defesas de Muriel. Nota: 9.

TÉCNICO: Renato Gaúcho (Grêmio) - Fez a alteração que mudou o jogo. Colocou Maxi buscando a velocidade e a ousadia do uruguaio, diante da lenta defesa do Flamengo. E como vimos, deu muito certo. Nota: 8,5.

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: