Drogba define seu futuro e volta a Europa

Enfim Didier Drogba define o seu futuro e assina com o Galatasaray, clube turco que semana passada fechou contrato com o também craque Sneijder. O contrato será um ano e meio para receber € 10 milhões (cerca de R$ 27 milhões) no período. Deste valor, Drogba receberá um salário de € 6 milhões (R$ 16 milhões), bem como luvas de € 4 milhões (R$ 11 milhões). Além disso, Drogba terá direito a um bônus de € 15 mil (R$ 41 mil) por cada partida que disputar, com um máximo de € 500 mil (R$ 1,3 milhão) por ano. Drogba, 34 anos, defendia os chineses do Shanghai Shenhua e passou as últimas semanas nas páginas dos jornais europeus, com especulações sobre os diversos possíveis destinos. O marfinense Drogba é considerado um dos maiores atletas africanos da história. A sua carreira ficou marcada pela vitoriosa passagem pelo Chelsea, clube que liderou à inédita conquista da Liga dos Campeões antes da despedida para reforçar o futebol chinês. A aventura na China durou pouco. Enquanto o companheiro de time, e amigo pessoal, Anelka, fazia exames para reforçar a Juventus, Drogba arrumou as malas e assinou com o Galatasaray, líder do campeonato turco. O atacante está na Africa do Sul, na disputa da Copa Africana de Nações 2013, e se apresentará ao clube assim que sua presença se encerrar na competição. A chegada de Didier Drogba reforça a condição de favoritismo do Galatasaray nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Classificada como segunda colocada no Grupo H, a equipe enfrentará o Schalke (primeiro do grupo B) na abertura do mata-mata (os confrontos estão marcados para o dia 20 de fevereiro e 12 de março). Como não atuaram na fase de grupos por outros times, Sneijder e Drogba poderão ser inscritos normalmente, dando experiência de detentores do título (por Internazionale e Chelsea, respectivamente) ao elenco. Além dos craques Sneijder e Drogba, Galatasaray conta com outros jogadores conhecidos: os tchecos Baros e  Ujfalusi, o lateral marfinense Eboué, os turco Altintop, o goleiro uruguaio Muslera, o meio espanhol Albert Riera, o sueco Elmander, o marroquino Amrabat e o brasileiro Felipe Mello.


fonte: ogol.com.br / globo.com

Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

Um comentário:

  1. Aposto que ele aceitou a proposta pra parar de comer gafanhotos na China. Excelente post!

    ResponderExcluir