Uma vergonha ainda maior estava por vir

Não bastava a Seleção Brasileira sofrer a humilhante goleada de 7x1 para a Alemanha dentro de seus aposentos; não bastava ter um escândalo de corrupção na CBF, tinha que também ser eliminado da Copa América em um grupo que tinha Haiti, Peru e Equador. O pior de tudo é que nada que aconteça vai fazer a CBF mudar de postura, tendo os mesmo mandantes que estão mais preocupados com seus próprios negócios do que uma solução para o futebol brasileiro. É lamentável ver a Seleção Pentacampeã Mundial, admirada pelo mundo todo por seu talento no futebol, ser hoje em dia uma equipe do mesmo nível de Paraguai, Equador, Peru e cia. Estamos muito abaixo de seleções que nunca foram "potência" no futebol, como Colômbia e México nas Américas, sem contar os países europeus, que em sua maioria estão melhores que o Brasil. Muitos vão dizer que este torneio não valia nada e o que interessa é estar e jogar bem na Copa do Mundo de 2018, ou que as Olimpíadas são mais importantes porque ainda não conquistamos este título, mas eu discordo, porque este tipo de competições como a Copa América são necessárias para que o time tenha tempo para entrosar e jogar junto, já que nas eliminatórias os jogos são "espaçados", a cada dois ou três meses. Perder de goleada para uma equipe forte como a Alemanha é muito menos doloroso do que não conseguir marcar nenhum gol no Equador e no Peru, e não adianta o técnico Dunga culpar a arbitragem pela eliminação, pois no primeiro jogo o juiz anulou um gol legal do Equador no "frango" de Alisson. Vamos acompanhar as movimentações na CBF nos próximos dias e ver se essa Confederação acerta em pelo menos uma coisa, demitir Dunga e Gilmar Rinaldi.




Blog C. Fernando

Administrador; 26 anos; Católico; Apaixonado por Eduarda Guidarini; Fanático por futebol; Futebol bonito não é melhor que o eficiente; Penalti não é loteria, mas sim treinamento e competência; Torcedor do Avaí, Real Madrid e Fiorentina.

0 comentários: